Apresentação A Energia Elétrica Instalação Sem o FIEEL  Instalação Com o FIEEL Rede de Distribuição Telefonia
Iluminação Publica Perguntas Mais Frequentes Vantagens para Empresa  Economia de Energia Instalação Semáforos
 

A Energia Elétrica

 

   Para iniciarmos a compreensão de como os Condicionadores Fieel funcionam, devemos ter claro em nossas mentes alguns conceitos básicos do funcionamento da energia elétrica. A energia elétrica essencialmente consiste no movimento de elétrons, apresentando características comportamentais (tensão, corrente e freqüência), as quais permitem sua compreensão e manipulação.

     A corrente elétrica é o deslocamento dos elétrons, em corrente continua C.C. (gerada por pilhas, baterias e transformadores conversores) os elétrons são movimentados do pólo negativo para o positivo e em corrente alternada C.A. (que circula pela rede elétrica) os elétrons fluem, vibram, para trás e para frente alternando varias vezes por segundo. É representada em (A) ampéres e é o principal indicador da quantidade de energia utilizada. Antigamente acreditava-se que a corrente fluía do positivo para o negativo, ainda hoje é mantido este conceito, porque em torno dele foram escritas muitas leis. Para que não haja confusão chamamos corrente conceitual.

     A tensão, representada em (V) volts, corresponde a força eletromotriz que faz com que os elétrons se movimentem. Como demonstrada em azul na figura, C.A. varia de um período positivo para um negativo.

     Freqüência (Hz) corresponde ao número de ciclos completos da voltagem no tempo de um segundo. Sendo 1Hz, um hertz, uma variação em um segundo. Na rede elétrica em paises como o Brasil encontramos a freqüência fundamental de 60Hz, gerada pelas usinas de energia. Outros paises podem adotar 50Hz.

     Quando um equipamento elétrico ou eletrônico é projetado são levadas em considerações características normais de tensão, corrente e freqüência. Alterações na energia elétrica provocar danos consideráveis, algumas vezes não perceptiveis.

     Os distúrbios na rede elétrica podem ser classificados de acordo com as características da energia elétrica. Distúrbios com a corrente, geralmente faltas temporárias no fornecimento da energia, são evitados com o uso de nobreaks. Distúrbio na tensão, como quedas ou sobre tensões são solucionados com o uso de estabilizadores ou ajustes no transformador da concessionária.

     A presença de outras correntes (na figura em vermelho), com características distintas são eliminadas ou atenuadas com a utilização de filtros como o FIEEL.

     A energia elétrica presente na rede passa a ser o somatório das varias correntes, mesmo com características distintas. A presença destas correntes parasitas ocorre de muitas formas, podendo ter sua origem externa como curtos ou raios que se movimentam a partir da rede elétrica da concessionária ou de origem interna (mais comuns) produzidas pelos equipamentos conectados ao sistema.

     O objetivo da filtragem é o de eliminar estas freqüências, deixando apenas a fundamental. Os danos provocados ao sistema podem ser: equipamentos danificados, aumento no consumo, aquecimentos em cabos, interferências ou falhas, etc.